• Genara Rigotti

O que a convergência entre IT e OT significa para as indústrias?


O fenômeno da transformação digital vem impactando as indústrias de forma bastante acelerada. Esse fato fica evidente ao se analisar os equipamentos tecnológicos utilizados atualmente.


Um exemplo notável é o da convergência entre IT - Information Technology (Tecnologia da Informação) e OT - Operational Technology (Tecnologia Operacional).


Fato é, o setor industrial está se reinventando e é preciso saber: Qual é o real impacto dessas mudanças com a convergência entre IT e OT?


O que seria a convergência entre IT e OT?


Para entender essa nova realidade industrial, é preciso compreender os conceitos individuais dessas ferramentas, assim será possível explorar o seu potencial de convergência.


Tecnologia da Informação (IT): Entende-se por Tecnologia da Informação toda e qualquer forma de sistemas e equipamentos que compõem a infraestrutura de TI de uma empresa.

Antes da convergência, a IT possuía papel restrito no processo produção, limitando-se ao controle do sistema de CRM.


Tecnologia Operacional (OT): A Tecnologia Operacional é composta por todo o maquinário de produção de uma indústria, da linha de produção ao controle de estoque.


Antes da convergência, a OT era controlada de forma local pelos operadores de chão de fábrica. Embora possuíssem sistemas, os mesmos não possuíam conexão com a internet, para análise e controle a distância.


A convergência IT/OT acontece com o interfaceamento dessas tecnologias, que faz com que trabalhem de forma conjunta.


A OT passa a ser monitorada e controlada pela IT, por meio de sistemas inteligentes, que oferecem análises interativas e em tempo real para seus usuários.


O histórico industrial


O fenômeno da convergência IT/OT ganhou destaque nos últimos 5 anos, porém já se passaram 10 anos desde que tivesse início em indústrias visionárias, que já haviam identificado seu potencial e hoje colhem os frutos dessa inovação.


Um fator que influenciou bastante essa transformação digital é a expansão da internet, que passou por grandes avanços. Velocidades maiores, conectividade sem fio e suporte à múltiplos equipamentos.


É inegável que a IoT e a IIoT são os principais frutos dessa relação, já que surgiram da necessidade de se obter um melhor monitoramento dos equipamentos tecnológicos, das máquinas aos gadgets e sensores.



Todos os dispositivos nativos da Internet das Coisas são frutos dessa importante convergência da transformação, que traz à indústria um foco mais analítico e menos operacional.


A conexão entre essas tecnologias ganhou um grande suporte ao permitir que a cloud computing (computação em nuvem) pudesse operar como intermediária na conexão entre esses equipamentos, que por meio de protocolos de conexão, passaram a armazenar informações em servidores da nuvem.


A importância dessa transformação


Possivelmente essa trajetória percorrida pelas indústrias sempre foi um caminho inevitável. Afinal, as inovações sempre possuíram uma ênfase na conectividade, em um maior volume de dados, na automatização e na segurança.


A definição formal da convergência entre IT e OT apenas consolida o que de fato sempre foi buscado e alcançou seu ápice com a IIoT.


Dados que antes não eram mencionados agora fazem parte do dia a dia dos analistas de processos e permitem que os gestores possam realizar mudanças respaldadas em análises técnicas precisas.


O aperfeiçoamento dos processos é um dos maiores ganhos dessa nova era da indústria 4.0. Com um aumento expressivo no volume de dados gerados pelos equipamentos e no poder de processamento, os processos tornam-se mais rápidos, responsivos e detalhados.

Isso eleva os resultados da indústria, que passa a contar com processos de alto nível de excelência, já que a gestão de melhorias passa a ser otimizada e inteligente.


A conectividade com a internet permite uma visibilidade em tempo real de todos os processos, inclusive a distância, o que traz uma grande praticidade para os analistas técnicos e também para a gestão, que pode utilizar informações atualizadas em eventos externos à indústria.


O destaque humano na indústria


Ao contrário do que se pode imaginar, o ser humano não perde espaço nesse novo cenário da transformação digital. Muito pelo contrário, ele ganha mais espaço.


Um espaço central, que o coloca no papel ativo de tomada de decisões.


Agora que possui embasamento em análises otimizadas, o ser humano sai gradualmente do trabalho braçal e passa a se concentrar no trabalho estratégico. Ele se mostra o grande dominante do meio tecnológico, cenário esse que vem se desenhando no decorrer das três grandes eras industriais até aqui vivenciadas.


Toda essa análise levanta uma reflexão a respeito dos rumos que a sociedade está tomando. Se a transformação digital acontece em ritmo acelerado e as informações até aqui apresentadas parecem uma grande novidade, você pode estar ficando para trás nessa trajetória.


Atualizar-se constantemente é o que te torna apto a acompanhar o ritmo com que as inovações chegam até nós. Para isso, não deixe de acompanhar o blog da ABII e ficar por dentro das principais notícias à respeito das inovações tecnológicas industriais.


#TecnologiadaInformação

#TecnologiaOperacional

#Indústria40

#InternetIndustrial

#Conectividade

#ABII

0 visualização

CONTATO

  • LinkedIn ícone social
  • Instagram
  • Facebook Social Icon

© 2020 por Associação Brasileira de Internet Industrial