BLOG

  • Genara Rigotti

Gêmeo Digital: o que é e qual a sua importância


Os novos desafios da indústria moderna vão muito além da busca pela automação e a praticidade trazida pela transformação digital. Um dos grandes focos da indústria é o da redução de custos. O conceito de “gêmeo digital” vem ganhando muita força na indústria 4.0 e isso se dá pelo fato de que essa nova tecnologia é capaz de apresentar várias as características idealizadas: automação, praticidade, flexibilidade e redução de custos.


Nesse post você irá conhecer mais sobre essa tecnologia inovadora e que promete revolucionar a era das testagens industriais!


O que é o gêmeo digital


Para compreender o que é um gêmeo digital, a ABII selecionou uma descrição muito bem enunciada pelo Digital Twin Consortium:

Um gêmeo digital é uma representação virtual de entidades e processos do mundo real, sincronizados em uma frequência e fidelidade especificadas.

Um gêmeo digital é responsável, por exemplo, por realizar testes virtuais que antes seriam realizados no mundo real. Pense por exemplo em um veículo, você já viu como é o teste de sua eficácia? Imagine quanta economia de custo pode ser trazida se os testes passassem a ser realizados por meio de gêmeos digitais.


É natural que você pense que tecnologias como a realidade virtual já realizam essa função. Essa informação é parcialmente verdadeira, afinal a realidade virtual de fato pode contribuir com os gêmeos digitais, porém, seu potencial vai muito além.


O gêmeo digital, em seu potencial máximo, se apropria da integração de sistemas para obter os dados que um equipamento real também obteria, por meio da mesma integração. É um mundo real sendo espelhado no mundo digital.


A IIoT é um ótimo exemplo de uso, afinal os equipamentos operam com um grande fluxo de dados. O gêmeo digital vem a receber todas as informações reais dos dispositivos IIoT, ao tempo que simula o trabalho do maquinário de produção.


Gêmeos digitais na indústria


Conforme destacado pelo Media Lab do Estadão, os gêmeos digitais irão revolucionar as indústrias trazendo inovações para o setor de produção. A IIoT será uma grande beneficiada e terá um papel especial na implantação dos gêmeos digitais. Essa relação tecnológica harmoniosa pode resultar em grandes benefícios, entre os quais se destacam:

  • Reproduzir: observar virtualmente os resultados de equipamentos reais;

  • Relacionar: diferentes setores e serviços;

  • Adicionar: simulações de cenários reais;

  • Analisar: compreender os dados possíveis de serem alcançados;

  • Testar: compreender no digital, o que se pretende realizar no mundo real;

  • Integrar: soluções reais ao mundo digital.

Pode-se dizer que o que melhor define o objetivo do gêmeo digital é a sincronização. Ela é a base de toda a estrutura operacional da tecnologia e é quem permite que as análises sejam realizadas.


As indústrias inteligentes contam com mecanismos automatizados, que estão preparados para atuarem em casos emergenciais, como os acidentes em equipamentos.


O gêmeo digital permite que os cenários reais sejam espelhados no mundo virtual, possibilitando uma tomada de decisão rápida no reparo, o que faz toda diferença na economia de custos.


Abaixo você poderá observar alguns estudos aprofundados do tema e também conferir um case de sucesso que merece grande destaque.


Resultados na indústria


Um grande exemplo está contido no estudo apresentado pela PWC, denominado Digital Twin - Transformação da gestão de ativos em operadoras de transmissão e distribuição de energia.


O estudo reforça o potencial do gêmeo digital na realização de testes nos sistemas de distribuição de energia elétrica. Dentre suas possibilidades, o material reforça que as simulações permitem que grandes problemas sejam solucionados. Veja:


“Além da prevenção de gastos com multas devido a quedas de energia, é possível prever uma redução nos custos de inspeção de linhas de distribuição aéreas, uma vez que a tecnologia permite às empresas um controle melhor sobre a infraestrutura.”


Pode-se concluir então que os maiores benefícios a serem destacados por empresas que implantam a tecnologia do gêmeo digital são:

  • Redução de custos;

  • Melhoria na qualidade;

  • Diminuição no tempo para fabricação;

  • Maior eficiência interna;

  • Possibilidade de corrigir falhas de forma prévia;

  • Aumento da produtividade;

  • Aumento nos lucros.


Estudos nacionais também ressaltam a importância dos gêmeos digitais, como é o caso do material: Tecnologias que podem transformar as empresas do Brasil, lançado em 2020 pelo CPQD (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações).


O estudo do CPQD ressalta as tecnologias que prometem revolucionar as indústrias nacionais nos próximos anos e cita o gêmeo digital como uma grande promessa, tanto pelo seu potencial disruptivo, quanto pelo seu custo/benefício.


Um grande case de sucesso é o da GE Digital, que está conseguindo modernizar o setor de fornecimento de recursos naturais por meio do gêmeo digital.


A GE Digital implantou o software Asset Digital Twins em empresas de petróleo, energia e gás para que pudessem simular suas gigantes infraestruturas. A tecnologia já permitiu uma economia de US$1,5 bilhão a essas indústrias.


Aprofundamento


Observando a forte tendência crescente da adequação do gêmeo digital na indústria 4.0, a ABII reforçou a sua atuação no setor, implantando um grupo de estudos, que desde 2020 vem se encontrando semanalmente para debater a temática.


Durante o 12º Encontro Nacional da ABII, realizado no final de 202O, os estudos foram apresentados por Elyan Correa, representando o Grupo de Trabalho (GT) de Tecnologia da ABII. Qualquer associado da ABII pode fazer parte dos GTs e do grupo de estudos sobre Gêmeos Digitais.


Confira apresentação do GT de Tecnologia, de 24min até 1h12min do vídeo:

O tema também foi tratado no painel internacional "Digital Twin – O principal facilitador para a transformação digital, fornecendo informações essenciais para que os negócios tomem decisões fundamentadas", com apresentação de Dan Isaacs, vice-presidente e diretor técnico da Digital Twin Consortium, durante o 12º Encontro Nacional ABII. A apresentação é toda em inglês e sem tradução.


Confira apresentação da Dan Isaacs, de 2h26min e 3h44min do vídeo:

Continue acompanhando o blog da ABII para ficar por dentro das novidades que envolvem as inovações trazidas pela indústria 4.0 e se preferir, associe-se e participe dessa história.


Sobre a ABII


A Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII), fundada em agosto de 2016, atua com o objetivo de promover o crescimento e o fortalecimento da indústria 4.0 e da IIoT (Industrial Internet of Things) no Brasil. Fomenta o debate entre setores privado, público e acadêmico, a colaboração e o intercâmbio tecnológico e de negócios com associações, empresas e instituições internacionais, a partir do desenvolvimento de tecnologias e inovação. A ABII é signatária do Acordo de Cooperação com o IIC (Industrial Internet Consortium), consórcio criado em 2014, nos Estados Unidos, com o mesmo fim, pela IBM, GE e Intel. Buscando inserir o Brasil nesta revolução, Pollux, Fiesc/Ciesc e Nidec GA (empresa detentora da marca Embraco) uniram-se para fundar a ABII.

123 visualizações

CONTATO

  • LinkedIn ícone social
  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook Social Icon

© 2021 por Associação Brasileira de Internet Industrial