BLOG

  • Genara Rigotti

Roadmap estratégico é fundamental para o sucesso da indústria 4.0


O mercado cada vez mais competitivo e global exige empresas eficientes, que operem com custos mínimos e alta produtividade. Automação e implantação de processos interligados são fatores fundamentais para a chamada indústria 4.0, conceito que favorece a integração do trabalho colaborativo entre humanos e máquinas, dando agilidade e assertividade às linhas de produção.


Neste contexto, um roadmap digital torna-se estratégico para que colaboradores possam entender os objetivos e os caminhos que devem ser seguidos para alcançar os resultados esperados. Um exemplo do uso adequado do roadmap vem da Nidec Global Appliance, uma das empresas associadas da ABII, que integra a Nidec Corporation, líder global na fabricação de motores e componentes para uma ampla variedade de indústrias, com sede no Japão.


Com mais de 15 mil colaboradores distribuídos em nove países, a Nidec Global Appliance fabrica e comercializa produtos para aplicações comerciais e residenciais, incluindo soluções de refrigeração, motores para máquinas de lavar, secadoras e lavadoras de louça, assim como componentes para sistemas de aquecimento, ventilação e ar-condicionado. É focada em entregar um portfólio completo e inovador com altos padrões de qualidade, confiabilidade, competitividade e eficiência energética.


Desde 2016, antes de ser integrada à Nidec Global Appliance, a Embraco já trabalhava com um programa de indústria 4.0, que contemplava ferramentas digitais para a busca por melhorias de processos e soluções de problemas, alinhado ao programa de excelência operacional World Class Manufacturing (WCM).


“Entretanto, o foco do programa estava muito voltado à tecnologia em si e, apesar de alguns aprendizados importantes, não estava gerando os resultados esperados”, explica Luis Felipe Sad Grossi, Gerente de Transformação Digital da Nidec Global Appliance e um dos diretores da ABII.

A partir de uma avaliação profunda do programa, foi constatada a necessidade de trabalhar os aspectos humanos e culturais dessa transformação e até mesmo as diretrizes e estratégias do negócio de forma mais consistente, priorizando iniciativas com grande potencial de impacto.


Dessa forma, o roadmap digital surgiu para apoiar uma revisão da estratégia e apontar um caminho para o futuro, com objetivos e prioridades claras, considerando os novos desafios e, principalmente, levando em conta os aspectos culturais e humanos de uma empresa global.


O processo foi liderado pela área de Transformação Digital (TI) da companhia, com participação direta de um time de 25 pessoas, formado por representantes corporativos de todos os departamentos, além do apoio de consultores especializados na construção de um roadmap digital.


No mapeamento, o roadmap considerou todas as áreas do negócio da Nidec Global Appliance, mas, na primeira fase, foi desenhado e construído com foco nas operações e na área de supply chain das unidades da divisão “cold”, que engloba o negócio de soluções para refrigeração, em sete unidades produtivas de 5 países.


Evolução constante


Desde a implantação do conceito de indústria 4.0, o processo continua em evolução constante. Em 2019, o planejamento foi revisto após a aquisição da Embraco pela Nidec Corporation e sua integração à divisão Nidec Global Appliance. A corporação é líder global na fabricação de motores e componentes para uma ampla variedade de indústrias, com sede no Japão.


Em 2020, quando o projeto entrava na fase final de implementação, a crise da Covid-19 acabou modificando o cronograma e postergou a divulgação do roadmap para atender outras prioridades que surgiram. Em agosto, o roadmap foi retomado e os projetos voltaram a ser implementados.


“As maiores dificuldades na implementação de um projeto desta magnitude envolvem a gestão da mudança e as questões culturais, especialmente porque as pessoas têm uma resistência natural à adoção de novas tecnologias, principalmente, quando sentem que seu trabalho pode estar ameaçado”, explica Grossi, que também integra o Grupo de Trabalho (GT) de Pessoas da ABII. Entretanto, conforme passam a entender o processo como um todo, acabam acreditando e se envolvem de forma intensa e comprometida.

Grossi ressalta que há muito para explorar e aprender nessa jornada, inclusive com o fortalecimento de parcerias, usando o conceito de inovação aberta. “Certamente o maior desafio é engajar toda a companhia e fazer com que as pessoas, cada vez mais, tenham autonomia e assumam o protagonismo pela transformação digital de suas próprias áreas, processos e, consequentemente, da empresa como um todo, tornando esse processo cada vez mais natural”, complementa.


Envolvimento é essencial


O projeto de implantação do roadmap digital da Nidec Global Appliance teve uma série de fatores que contribuíram para que fosse uma realidade na companhia. Além do apoio da direção, do comprometimento e competência da equipe de liderança, a captação adequada de informações para o diagnóstico inicial foi essencial.


A primeira etapa serviu de guia para entender as dificuldades, as principais oportunidades e os pontos potenciais de impacto. Dessa forma, foi mais fácil definir as prioridades e eliminar arestas que poderiam desviar o foco dos fatores prioritários e de impacto para a companhia.


A empresa também investiu em formas automáticas de coleta de dados para melhorar a qualidade das informações, além de eliminar registros manuais em papel. Com dados adequados e seguindo um processo fluente para alimentar as ferramentas de análise, é possível fornecer informações claras e precisas para apoiar o processo de tomada de decisão.


Fatores de sucesso

  • Apoio da alta direção

  • Equipe técnica focada e competente

  • Envolvimento e dedicação de todas as áreas

  • Coleta de informações com acuracidade e digital

  • Boa comunicação com a equipe

  • Metas desafiadoras


Benefícios


Mobilizar uma empresa inteira na busca pelo objetivo da estratégia pode ser desafiador. Imagine, ter todos os processos, as pessoas e a tecnologias voltados ao mesmo fim sem ter um roteiro de ações.


Um roadmap digital e estratégico é peça-chave para uma gestão assertiva. Quando existe o apoio da alta gestão e o comprometimento do time envolvido, torna-se um diferencial para o alcance dos resultados. No caso da Nidec Global Appliance, os projetos nele traçados são executados de forma diligente, traz melhora significativa na eficiência operacional e aumenta a produtividade com qualidade. Consequentemente, gera mais qualidade e satisfação dos clientes, além de proporcionar aumento de competitividade.


Luis Felipe Grossi esclarece que o roadmap digital não é uma ferramenta, mas sim um plano, um guia. Na Nidec Global Appliance, já mostra que inúmeros benefícios serão alcançados com sua correta utilização. “Primeiro, temos que garantir que iremos cumprir o que foi definido para as unidades cold, nesta primeira fase. Mas já temos planos de expandir no futuro as soluções digitais de sucesso para todas as unidades da divisão”, complementa Grossi.


Vantagens do roadmap digital

  • Redução de custos

  • Maior produtividade

  • Aumento de eficiência

  • Alta competitividade

  • Dados confiáveis e assertivos para tomada de decisões

  • Alinhamento da estratégia da companhia com o dia a dia da produção

E o seu negócio, já tem um roadmap digital?


Acompanhe o blog da ABII e fique por dentro de mais conteúdos como esse, que te trarão informações valiosas ou se preferir, associe-se à ABII e faça parte desta transformação!

Sobre a ABII


A Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII), fundada em agosto de 2016, atua com o objetivo de promover o crescimento e o fortalecimento da indústria 4.0 e da IIoT (Industrial Internet of Things). Fomenta o debate entre setores privado, público e acadêmico, a colaboração e o intercâmbio tecnológico e de negócios com associações, empresas e instituições internacionais, a partir do desenvolvimento de tecnologias e inovação. A ABII é signatária do Acordo de Cooperação com o IIC (Industrial Internet Consortium), consórcio criado em 2014, nos Estados Unidos, com o mesmo fim, pela IBM, GE e Intel. Buscando inserir o Brasil nesta revolução, Pollux, Fiesc/Ciesc e Nidec GA (empresa detentora da marca Embraco) uniram-se para fundar a ABII.

CONTATO

  • LinkedIn ícone social
  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook Social Icon

© 2021 por Associação Brasileira de Internet Industrial